O homem mais rico do oriente e seus amigos Parte 3

Série de reflexões dos vídeos do canal do YouTube da minha mãe Adalgiza Dias.

Tem dia que são mais difíceis que outros, que faltam palavras para escrever, mas continuarei com esse projeto. Às vezes, as pessoas nem imaginam o que se passa em nosso coração, só quem passou por perca familiar de pai ou mãe entende, ou quem senti a dor do outro como Jesus. Alguns são sensíveis a sua dor, outros não. Particularmente não sou aquela pessoa que sabe escrever ou falar sobre meus sentimentos, ou de mim mesma.

Entretanto, mesmo que pessoas não são sensíveis à nossa dor, não espere isso. Sinceramente não gosto de parecer que estou com sentimento de coitadismo, porém se fechar para dor não é certo, e, porque você não deve esperar as pessoas serem sensíveis a sua dor? Porque aprendi uma coisa? Você não deve esperar as pessoas terem compaixão! Chamar o outro de “coitadinho”, ou “tadinho”, não é ter compaixão, poucos tem esse sentimento, quem teve e tem é Jesus, e pessoas que modelam ser parecidos com Cristo nessa terra. Jesus sentiu a nossa dor na cruz, ele sabe o que você tem sentido, mas acredite ele ressuscitou e você também juntamente a ele. Como diz na bíblia:

— “e nos ressuscitou juntamente com ele, e com ele nos fez sentar nas regiões celestes em Cristo Jesus”. Efésios 2.6

— que nos consola em todas as nossas tribulações, para que também sejamos capazes de consolar os que passam por qualquer tribulação, por intermédio da consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus”. Jó 2.12-13

Jesus nos consola para consolarmos a outros. Na história de hoje observaremos a atitude dos amigos de Jó diante da situação dele. Continue comigo, vamos lá!

Para quem não leu as reflexões anteriores, acesse aqui — Parte 1, Parte-2.

Imagem do site FreeBibleimages

Reflexão do vídeo: Hoje falo sobre os três amigos de Jó. Então vamos lá para o Livro de Jó, capítulo dois, no versículo 12, 13 diz:

— “Levantando eles de longe os olhos e não o reconhecendo, ergueram a voz e choraram; e cada um, rasgando o seu manto, lançava pó ao ar sobre a cabeça. Sentaram-se com ele na terra, sete dias e sete noites; e nenhum lhe dizia palavra alguma, pois viam que a dor era muito grande”. Jó 2. 12–13

Então, quem são esses três amigos de ? Os nomes deles são: Elifaz, Bildade e Zofar, eles ficaram por sete dias em silêncio. Então, quando Jó começa após sete dias, a falar da sua dor, estes três amigos foram ver Jó com a intenção boa, começaram com intenção boa, né? Se condoeram de Jó, e prestaram a sua solidariedade a ele.

Entretanto, a partir de agora eles começam a acusar Jó de que estava sofrendo porque ele pecou contra Deus, ou seja, que ele realmente estava merecendo tudo aquilo. Então, a Bíblia diz o que já sabemos e aprendemos, sobre a reunião que Deus fez e o diabo compareceu e pediu permissão de Deus e Ele permitiu que tocasse na vida do Jó. Isso foi como se fosse uma aposta. Ou seja, Deus aposta que Jó não blasfemaria contra ele (Acesse essa parte da história nos links acima).

O que aconteceu, com estes três amigos de Jó? Um acusa Jó e disse o seguinte, por exemplo: o Elifaz é moderado de idade, mas também é severo. O Bildade, este é um homem que aplica sentenças a Jó. Já o Zofar é levado pelos atributos da juventude. Sabe aquela pessoa jovem que vê alguém doente, e, porque tem uma boa saúde, pensa que nunca envelhecerá, e ficará a vida toda jovem? (então, assim era Zofar).

Imagem do site FreeBibleimages

Portanto, o que essa mensagem nos ensinar? Que precisamos compreender o nosso semelhante. Se tem pecado ou não cabe a Deus, vê. Além disso, muitas pessoas que já cometeram muitos pecados podem até estar colhendo algo que ela plantou, mas entenda, que de repente a pessoa até já pediu perdão para Deus e você não sabe da vida da pessoa e Deus já perdoou.

Quando Deus perdoa, a Bíblia diz que ele lança no mar do esquecimento. Então, se Deus esquece, imagina a gente quem somos nós para acusar o nosso semelhante. Nunca devemos desfazer, ou desmerecer as pessoas, porque elas são doentes, têm problema de saúde, ou é uma pessoa de idade, ou porque é uma pessoa estrangeira ou uma pessoa desprovida de riquezas.

Temos que compreender, o Deus de Jó era o mesmo Deus dos três amigos dele. Ou seja, o Deus que abençoa uma pessoa, realiza isso com a outra entendeu, Ele não faz acepção de pessoas. Então temos que deixar a arrogância. Temos que parar de julgar que somos melhores que os outros. Precisamos aprender porque isso, agrada a Deus.

Como você trata seus amigos?

Então, esta é palavra, cabe a nós fazer uma análise de nós mesmos. Sabemos que Deus conhece todas as coisas, que Deus sabe todas as coisas. Portanto, muitas vezes, nem conheço o que eu sou capaz de fazer. É um exemplo, mas Deus me conhece, por isso não podemos tirar um cisco do olho de uma pessoa, sendo que tem uma trava no nosso olho. A Bíblia diz isso assim:

“Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Como é que você pode dizer ao seu irmão: ‘Me deixe tirar esse cisco do seu olho’, quando você está com uma trave no seu próprio olho?” Mateus 7. 3–4

Portanto, precisamos compreender o nosso semelhante, ter misericórdia de todos, fique com esta palavra. O Livro de Jó é bastante rico em conhecimento. Ele foi escrito em prosa e o autor do livro de Jó segundo os estudiosos desse livro, foi um israelita bastante sábio, não foi Jó quem escreveu.

Sabe porque não foi Jó que escreveu? Porque, ele não sabia o que estava acontecendo. Não tinha como ele escrever algo se ele não sabia. (sobre a reunião que Deus fez, e sobre o que satanás falou com Deus, como dito nas reflexões anteriores, link acima)

Desse modo, segundo os estudiosos, quem escreveu o Livro de Jó foi Moisés, depois a gente verá outras coisas que vai nos trazer evidências de que foi Moisés que escreveu. Pessoal, fique com Deus. Que Deus abençoe grandemente vocês. Tá bom!

Que o Espírito Santo capacite cada vez mais vocês, e façam de vocês pessoas assim, que tenham compreensão de não sentenciar ninguém. Me espere na próxima reflexão, esse é o terceiro texto. Para compreender melhor a história de Jó acesse os outros textos.

Pessoal, para quem quiser também assistir o video que minha mãe conta essa história deixarei abaixo.

Canal do YouTube Adalgiza Dias.

Vamos nos conectar.

Entre no canal do telegram!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s