O homem mais rico do Oriente exercendo o sacerdócio  — Parte 4 

Série de reflexões dos vídeos do canal do YouTube da minha mãe Adalgiza Dias

Hoje o dia que escrevo essa reflexão (não, a data da publicação) fez um mês que minha mãe faleceu. Estou em um projeto adaptando os vídeos dela em textos aqui no blog. Essa é uma forma de registrar mensagens que ela deixou, pois ela era uma pastora e professora de teologia com muita sabedoria de Deus, ela me ensinou muito sobre os ensinamentos bíblicos. Por isso coloco aqui uma série de reflexões sobre O Homem mais rico do Oriente, para quem não leu, ou não sabia, tudo começa nesse texto Em memória. Vem comigo nessa jornada, são sete reflexões.

Para quem não leu a reflexões anteriores, acesse aqui: Parte 1, Parte 2, Parte 3

Imagem do site freebibleimages.org

Reflexão do video: Gente, tudo bem? Estou aqui com mais uma reflexão sobre a série de Jó. Observe aqui algo comigo, que está escrito nesta passagem. Ela é uma das evidências que falei na reflexão anterior que foi Moisés (que escreveu o livro de Jó) por escrever também os Pentateucos. Então vamos lá! Capítulo um, no versículo cinco, diz o seguinte:

Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente. Jó 1.5

Nesse caso, aqui está falando dos filhos de Jó, eles eram pessoas muito ricas. Cada um vivia nas suas próprias casas. Todos eles tinham uma casa. Mas, no dia do aniversário deles, um convidava todos para estarem reunidos e comemoravam, pois, eram uma família muito unida. Esses banquetes eram banquetes familiares, não é igual alguns banquetes que a gente vê por aí não, (é diferente) e enquanto eles estavam lá na festa, se confraternizando entre os irmãos, o que Jó fazia?

Ele se levantava de madrugada, oferecia holocausto a Deus. Jó era um adorador do Deus altíssimo, e, além disso, ele oferecia não só um, mas ofertava para cada um, representando cada um dos seus filhos. Ele tinha um carinho muito especial. Ele amava Deus e ele não queria em hipótese alguma que seus filhos blasfemassem, ou seja, falassem e mal de Deus, e fizessem algo que fosse contra a vontade de Deus.

Coisa linda de se ver, né verdade? Ou seja, Jó fazia isso, e ele não era uma pessoa limitada. Apesar dele ser muito rico, ele não tinha apego nos seus bens. Ele oferecia dez holocaustos e sempre fazia isso segundo o número de seus filhos e Deus se agradava disso.

Imagem do site freebibleimages.org

Quero dizer também que os filhos dele não morreram porque eles pecaram contra Deus. Não, eles morreram porque aconteceu, né? Mas depois leia os outros textos para você entender melhor. Conduto, até aqui pessoal, isso significa que Jó estava exercendo sacerdócio diante de Deus, porque isto era um costume dos patriarcas.

Observe que falei que o Livro de Jó está no período patriarcal. Quem são os patriarcas? Abraão, Isaque e Jacó, ou seja, e eles tinham esse hábito, esse costume de exercer o sacerdócio. Porque o primeiro sacerdote dos Hebreus, vem com Moisés. Quem é? Deus levanta Arão, irmão de Moisés, para ser o primeiro sumo sacerdote, então ele se tornou o líder dos sacerdotes, mas estes não, os patriarcas estão antes de Moisés.

E o que significa isso? Que Jó era uma pessoa que tinha dentro de seu coração, muito temor, e o próprio Deus falou. Isso significa o quê? Hoje para mim e para você? Que a Bíblia diz em Apocalipse capítulo um, versículo seis, que ele nos fez reis e sacerdotes para o nosso Deus.

Deus nos fez reis e sacerdotes

E nos constituiu reino (rei), sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém! Apocalipse 1.6

Entenderemos o seguinte: quem é hoje de fato, o nosso sumo sacerdote? É o Senhor Jesus Cristo, aquele que ofereceu uma oferta. Ele ofereceu a si mesmo (na cruz do calvário) para nos perdoar dos nossos pecados. Aí você diz: — sendo assim, Jesus está depois de Arão? Não, Jesus não está depois de Arão, olha só o que diz em Gênesis, fala de um sacerdote do Deus Altíssimo, chamado Melquisedeque. Ele aparece para Abraão sendo chamado rei da Justiça, rei de Salém.

Ele apareceu e Abraão oferece os dízimos dos despojos que ele obteve com a vitória da guerra e aquele sumo sacerdote é uma pessoa que representa Jesus Cristo antes da encarnação. Ou seja, a Bíblia diz em João Capítulo um, versículo um, que o verbo encarnou, quer dizer assim: — que o verbo se fez carne.

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. João1.1

Portanto, ele representa Jesus antes da encarnação e este rei da justiça, rei de Salém que é Melquisedeque. E o que quer dizer Salém? Quer dizer Jerusalém, ou seja, apesar de ter uma cidadezinha, um lugar, chamado Salém, porém aqui está representando rei da Justiça, rei de Salém, assim dizendo, o rei representava Jesus, sendo nosso sumo sacerdote.

Em hebreus, você encontra no capítulo sete, principalmente no capítulo oito, o seguinte: — que Jesus Cristo, Ele é nosso Sumo Sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque, aquele que apareceu para Abraão, não segundo parte do Deus dos israelitas que era da tribo de Levi.

Pois é evidente que nosso Senhor procedeu de Judá, tribo à qual Moisés nunca atribuiu sacerdotes. E isto é ainda muito mais evidente, quando, à semelhança de Melquisedeque, se levanta outro sacerdote, constituído não conforme a lei de mandamento carnal, mas segundo o poder de vida indissolúvel. Porquanto se testifica: Tu (Jesus Cristo) és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. Hebreus 7. 14–17

Por isso Jesus é o Grande Sacerdote de que necessitamos. Ele é perfeito e não tem nenhum pecado ou falha. Ele foi separado dos pecadores e elevado acima dos céus. Ele não é como os outros Grandes Sacerdotes; não precisa oferecer sacrifícios todos os dias, primeiro pelos seus próprios pecados e depois pelos pecados do povo. Ele (Jesus Cristo) ofereceu um sacrifício, uma vez por todas, quando se ofereceu a si mesmo. Hebreus 7. 26–27

Imagem do site freebibleimages.org

Então, é um assunto bastante amplo, não é para dizer tudo agora, não posso passar muita coisa para você (agora), porque só o que estou querendo trazer é o seguinte: — que Jó era um patriarca daquele tempo, ele era um homem muito sábio naquele período, e os sábios eram como pessoas célebre, era em outras palavras, famosos e vinham pessoas de longe para ouvir seus conselhos.

Ele apresentava os seus filhos diante de Deus, era muito abençoado, era conhecido pela sua fama de ser um homem justo e bastante conselheiro. Ele aconselhava o povo dele e assim podemos obter exemplos: Como?

Muitas mães, por exemplo: — quando seus filhos saem para as baladas da vida, o que elas fazem? Elas ficaram orando em casa e muitas coisas não acontecem (de ruim) por causa das orações de uma pessoa, seja da mãe ou do pai, ou seja, de outro, está diante de Deus. Contudo, temos que exercer o nosso sacerdócio, porque eu e você, a Bíblia diz em Apocalipse um, seis: — que somos reis e sacerdotes, no caso, as mulheres, rainhas e sacerdotisas.

Portanto, nós podemos. Porque qual é a função do sacerdote? Levar, apresentar a pessoa diante de Deus. Quando você ora a Deus, para guardar uma pessoa, você está apresentando ela diante de Deus. Hoje não precisamos mais fazer sacrifício porque o último foi Jesus, então fique tranquilo, é só você orar. Deus te ouve e faça isso, tenha essa prática. É maravilhoso ver como a família de Jó era abençoada né, pessoal?

Então, espere a próxima reflexão, Deus tem muito mais para nos ensinar. Fique com esta revelação sobrenatural de Deus. Que Deus te abençoe grandemente. Lembre-se que o nosso sumo sacerdote é Jesus Cristo, ele está sentado à destra do Pai, mas ele também está conosco. Fique com Deus! Compartilhe essa reflexão.

Pessoal, para quem quiser também assistir o video que minha mãe conta essa história deixarei abaixo.

Canal do YouTube Adalgiza Dias.

Vamos nos conectar.

Entre no canal do telegram!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s